Búzios Decreta Estado de Calamidade e adota medidas para prevenção do Coronavirus


apenas serviços essenciais funcionarão na cidade. Desocupação e fechamento de hospedarias está entre as medidas.


Em 23/03/2020

BÚZIOS DECRETA ESTADO DE CALAMIDADE E ADOTA MEDIDAS PARA PREVENÇÃO CONTRA CORONAVIRUS

G1 Região dos Lagos - 22 março de 2020.

Comércio deverá paralisar temporariamente e apenas serviços essenciais funcionarão na cidade. Desocupação e fechamento de hospedarias está entre as medidas.

A Prefeitura de Armação dos Búzios, na Região dos Lagos do Rio, decretou estado de calamidade pública e anunciou novas medidas para prevenção contra a propagação do novo coronavírus. Entre as medidas estão a desocupação das redes hoteleiras e o fechamento de estabelecimentos.
As medidas entraram em vigor na data de publicação do decreto, neste sábado (21).

De acordo com o município, a cidade ainda não tem casos confirmados e as medidas preventivas visam preparar o iminente fechamento dos acessos da cidade, limitando a entrada e saída de pessoas somente em casos de extrema necessidade.

Segundo o decreto fica expressamente proibida, por prazo indeterminado, a entrada de pessoas no município de Armação dos Búzios. A restrição não se aplica aos moradores ou cidadãos que trabalhem no município, mediante comprovação.

Passarão a funcionar na cidade apenas os serviços essenciais. Entre os estabelecimentos que deverão fechar estão hotéis, pousadas, Hostel e similares.

Búzios é uma cidade muito procurada por turistas do mundo todo e um grande número de argentinos visitam ou moram na cidade. Por isso, a Prefeitura está disponibilizando no site oficial informações divulgadas pelo Consulado da Argentina no Brasil para os argentinos que encontram dificuldades para retornar para o seu país.

No decreto estão enumerados os tipos de comércios e serviços que ficarão abertos, assim como a forma que será feito o controle da entrada e saída de pessoas.

Moradores dos arredores mais próximos dos limites da cidade serão informados localmente sobre a situação específica, dependendo de onde morem.

Com o estado de calamidade pública, o município poderá adotar medidas como realização compulsória de exames e as seguintes medidas:

- Exames médicos;

- Testes laboratoriais;

- Coleta de amostras clínicas;

- Vacinação e outras medidas profiláticas;

- Tratamentos médicos específicos;

- Estudo ou investigação epidemiológica;

- Requisição de bens e serviços de pessoas naturais e jurídicas, hipóteses em que será garantido o pagamento posterior de indenização justa.

A Prefeitura de Búzios disse ainda que continuará acompanhando a evolução da epidemia, servindo-se de estudos, experiências positivas de outros países, leis e opiniões técnicas, para adaptar suas decisões.

Atendimentos de saúde

A Prefeitura também está orientando a população para se dirigir aos Postos e Unidades de Saúde de seus bairros e não ao Hospital Municipal Rodolpho Périssé, caso estejam se sentindo mal.

Todas as pessoas que se dirigirem aos postos de saúde serão avaliadas pela equipe médica presente no atendimento de triagem.

Somente os casos com indicação do corpo médico serão encaminhados aos setores competentes e serão devidamente testados

Leia o Decreto na íntegra a seguir:

https://buzios.aexecutivo.com.br/jornal.php?id=705

ÁREA RESERVADA
REGISTER FORM
refresh captcha